Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/1264
Title: Avaliação da confiança no funcionamento das tecnologias da informação e comunicação nas organizações em Portugal
Authors: Silva, Nuno Fernando Moreira da
Keywords: Avaliação
Confiança
Funcionamento
Métricas
Modelo
Atributos
Dependabilidade
Performance
Disponibilidade
Integridade
Issue Date: May-2018
Citation: Silva, Nuno Fernando Moreira da (2018). Avaliação da confiança no funcionamento das tecnologias da informação e comunicação nas organizações em Portugal. Barcarena : Atlântica - Escola Universitária de Ciências Empresariais, Saúde, Tecnologias e Engenharia
Abstract: A dependência das tecnologias de informação e comunicação está tão enraizada na sociedade que será quase impossível voltar aos tempos passados sem sistemas de informação e respetiva digitalização das organizações. Por esta razão é fundamental que a sociedade confie nos meios que estão envolvidos, como por exemplo as infraestruturas de hardware e software que são utilizadas. Para atingir o nível de confiança que será exigido, é necessário garantir que os componentes referidos não sejam passíveis de falhar ou deixem se cumprir o propósito pelo qual foram criados, sob o risco de passarem a ser menos utilizados, atrasando assim a evolução e disseminação das tecnologias de informação e comunicação. Este trabalho tem como objetivo principal identificar, testar e propor medidas que permitam a avaliação da confiança no funcionamento das Tecnologias da Informação e Comunicação nas organizações, sendo que a amostra em estudo irá incidir sobre as organizações em Portugal. Tendo por base o atual estado da arte criou-se um modelo e testou-se através de um questionário que obteve um total de 89 respostas validadas. Após a análise dos resultados confirmou-se que a confiança no funcionamento das TIC nas organizações em Portugal é elevada, uma vez que 40,45% dos respondentes “Concordam Parcialmente” e 34,83% “Concordam” que estas prestam sempre o serviço correto. No que concerne aos fatores que os inquiridos consideram ser os mais importantes para melhorar a confiança no funcionamento, a Disponibilidade conta com 62,9%, a Segurança com 60,7% e a Fiabilidade com 56,2%. Já os menos relevantes são a Simplicidade com uma abstenção de 71,9%, a Capacidade de Manutenção com 67,4% e a Integridade com 66,3%.
URI: http://hdl.handle.net/10884/1264
Other Identifiers: 201957302
Appears in Collections:CTIC/STI - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação de Mestrado - Nuno Silva - 201628431 - Revisto.pdf2.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.