Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/911
Title: Cuidados de Enfermagem ao Cliente no Período Pós-Operatório: Medidas de Prevenção da Infecção Nosocomial na Ferida Operatória
Authors: Rodrigues, Andrew Diogo Gouveia
Keywords: Ferida operatória
Infecção nosocomial
Cuidados de enfermagem
Issue Date: 2011
Citation: Rodrigues, Andrew Diogo Gpuveia (2011). Cuidados de Enfermagem ao Cliente no Período Pós-Operatório: Medidas de Prevenção da Infecção Nosocomial na Ferida Operatória. Barcarena : Universidade Atlântica
Abstract: O presente estudo teve como finalidade responder ao objectivo geral: conhecer os cuidados prestados pelos Enfermeiros dos serviços de Cirurgia I e II do Hospital de Santa Maria (HSM), na manipulação da ferida cirúrgica, como medida preventiva da infecção nosocomial; e aos objectivos específicos: identificar os cuidados prestados pelos Enfermeiros dos serviços de Cirurgia I e II do HSM, na execução do penso operatório; na remoção dos agrafos/fios de sutura; e na manipulação do sistema de drenagem, como medida preventiva da infecção nosocomial. Em termos metodológicos, utilizou-se o paradigma quantitativo, tendo-se efectuado um estudo descritivo simples. O estudo foi realizado num Centro Hospitalar de Lisboa e Norte, sendo a população acessível constituída por todos os Enfermeiros que prestam cuidados de saúde nos serviços de Cirurgia I e II do HSM. Foi estudada uma amostra não probabilística de 34 Enfermeiros. Como instrumento de recolha de dados foi elaborado e pré-testado pelo autor um questionário composto por 31 questões de resposta fechada. Em síntese geral, conclui-se que a maioria dos Enfermeiros é do género feminino, a média de idades é de 31,2 anos, a maior parte possui Licenciatura e exerce a profissão há 8,3 anos. Na dimensão execução do penso operatório, 88,2% dos Enfermeiros protege a incisão operatória com técnica asséptica 48 horas após a cirurgia e 94,1% opta pela utilização de solução estéril como soluto na limpeza da ferida que cicatriza por primeira intenção; na dimensão remoção dos agrafos/fios de sutura, 47,1% dos Enfermeiros utiliza Iodopovidona como soluto para limpeza/desinfecção da ferida; na dimensão manipulação do sistema de drenagem, 41,2% dos Enfermeiros refere desinfectar os terminais do sistema de drenagem após a sua manipulação. Contudo, existem Enfermeiros que não cumprem algumas recomendações referentes à prevenção da infecção cirúrgica, tais como: 35,3% dos Enfermeiros utiliza solução anti-séptica na limpeza da ferida que cicatriza por segunda intenção e 26,5% dos Enfermeiros por vezes protege a saída do dreno com o mesmo penso que protege a incisão operatória.
URI: http://hdl.handle.net/10884/911
Appears in Collections:CS/ENF - Trabalhos Finais de Licenciatura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia.pdf1.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.