Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/877
Title: O Treino de Equilíbrio na Prevenção de Quedas em Utentes no Estadio Inicial da Doença de Huntington
Authors: Alves, Ana Patrícia Ramalho
Keywords: Doença de Huntington
Fisioterapia
Estado inicial
Treino de equilíbrio
Quedas
Issue Date: 2012
Citation: Alves, Ana Patrícia Ramalho (2012). O Treino de Equilíbrio na Prevenção de Quedas em Utentes no Estadio Inicial da Doença de Huntington. Barcarena : Universidade Atlântica
Abstract: Problema: Apesar da falta de evidência acerca da eficácia do tratamento da fisioterapia na doença de Huntington (DH), acredita-se que pode ter um papel importante no retardar de complicações que ocorrem ao longo do tempo, podendo contribuir para uma melhor qualidade de vida dos utentes. A prevenção de quedas é vista como uma das maiores preocupações e objectivo da fisioterapia, pois representa a maior causa de institucionalização destes utentes. Para tal, o treino de equilíbrio é uma das intervenções possíveis, revelando grande importância no estadio inicial da doença, onde os doentes não se encontram gravemente afectados. Alguns factores como a diminuição do equilíbrio, alteração da marcha e a diminuição da confiança no equilíbrio, visíveis no estadio inicial, estão na origem das quedas nestes indivíduos. Questão Orientadora: O problema do estudo que se propõe reflecte a necessidade de investigar os efeitos de um treino de equilíbrio aplicado no estadio inicial da DH, colocando-se a seguinte questão orientadora: “Será que um treino de equilíbrio tem efeito no equilíbrio e no número de quedas em utentes no estadio inicial da DH?”. Objectivos: O principal objectivo deste estudo é investigar o efeito de um treino de equilíbrio no equilíbrio e no número de quedas em utentes no estadio inicial da DH. O objectivo específico é investigar o efeito do treino de equilíbrio na marcha e na confiança no equilíbrio nos mesmos utentes. Metodologia: Estudo quantitativo, quasi-experimental com follow-up, constituído por dois grupos, um grupo experimental e um grupo de controlo, ambos com as mesmas características. Ao grupo experimental será implementado um treino de equilíbrio realizado durante um período de 10 semanas, 3 vezes por semana com uma duração de 60 minutos sendo que o grupo de controlo não realizará qualquer tratamento. Ambos os grupos serão avaliados antes e depois da fase de intervenção e quatro semanas depois do término da mesma. Conclusão: É aconselhada a realização de mais estudos relacionados com a prática da fisioterapia nestes doentes, uma vez que existe pouca literatura que sustente a mesma.
URI: http://hdl.handle.net/10884/877
Appears in Collections:CS/FISIO - Trabalhos Finais de Licenciatura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patricia R. Alves.pdf1.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.