Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/857
Title: Valores Sócio Culturais e Aprendizagem Organizacional
Authors: Oliveira, Maria de Fátima Pinto Mendes de
Keywords: Cultura organizacional
Estrutura organizacional
Aprendizagem organizacional
Issue Date: 22-Jan-2014
Abstract: Num mundo global, cada vez mais competitivo, e onde as organizações sentem necessidade de serem inovadoras, enveredámos por um tema que despertou a nossa atenção. Tentámos compreender de que maneira as culturas e as estruturas organizacionais, favorecem ou não os processos de aprendizagem. Apesar de encontrarmos diversos estudos sobre estes dois constructos separadamente muito poucos se dedicaram a estudá-los em conjunto. Foram feitas pesquisas junto de literatura especializada de autores que deram o seu contributo e que se dedicaram ao estudo dos constructos que fazem parte da nossa pesquisa, de forma a utilizá-las como fonte de referência. Focámo-nos, essencialmente, nos estudos realizados por Hofstede (2003), acerca dos Valores Sócio Culturais e as cinco disciplinas de Senge (2002) para a Aprendizagem Organizacional. Com base numa amostra de 124 pequenas e médias empresas, o presente estudo tem como objetivo principal avaliar a relação entre as variáveis dos Valores Sócio Culturais, entendidas pelas dimensões distância hierárquica / individualismo / masculinidade e controlo da incerteza com as variáveis da Aprendizagem Organizacional, percebida através das dimensões cultura / liderança / gestão de pessoas e estrutura e processos organizacionais. A pesquisa de investigação elaborou um questionário que teve por base dois questionários já utilizados e validados em diversos estudos; o VSM 94 de Hofstede (1994) para avaliar os Valores Sócio Culturais e o questionário de Marchi (1999) e de Dutschke (2007) (já aplicado em Portugal) para a Aprendizagem Organizacional. Os resultados obtidos através de métodos estatísticos permitiram verificar que as organizações em estudo, apontam para uma crescente necessidade de avaliar a distância hierárquica, o individualismo e a masculinidade na tomada de decisão de forma a maximizar a rentabilidade e o sucesso dos resultados organizacionais. Capacitar as pessoas para uma visão coletiva, atribuir responsabilidades e incentivar a comunicação é determinante para as organizações que precisam criar condições, sistemas e estruturas para que estas se tornem organizações que aprendem.
URI: http://hdl.handle.net/10884/857
Appears in Collections:CE/GEST - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Mestrado_UATLA_Final_entregue.pdf1.83 MBAdobe PDFView/Open
Survey_25017578_questionario.pdf295.52 kBAdobe PDFView/Open
ANEXOS_Final_entregue.pdf130.01 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.