Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/808
Title: Qualidade de Vida relacionada com a Comunicação do Idoso Saudável que frequenta uma Universidade Sénior
Authors: Gaspar, Ana Rita de Matos Maia
Keywords: Envelhecimento
Idoso
Comunicação
Terapia da fala
Qualidade de vida
CIF
Universidades séniores
Issue Date: 2013
Citation: Gaspar, Ana Rita de Matos Maia (2013). Qualidade de Vida relacionada com a Comunicação do Idoso Saudável que frequenta uma Universidade Sénior. Barcarena : Universidade atlântica
Abstract: A comunicação é algo extremamente importante na vida do ser humano. A fase do envelhecimento acarreta frequentemente alterações que podem implicar consequências na funcionalidade da comunicação, por isso, é importante estar atendo e abordar novos conhecimentos que possam contribuir numa perspetiva positiva para o bem-estar e qualidade de vida da pessoa idosa. Objetivos: Pretende-se conhecer o nível de qualidade de vida relativamente à comunicação e felicidade da pessoa idosa saudável, descrevendo o perfil comunicativo, as suas atividades comunicacionais e sociais na fase do envelhecimento. Método: O estudo é do tipo exploratório-descritivo, quantitativo e transversal. Os dados foram recolhidos através do Questionário Sociodemográfico (Gaspar e Vital, 2013), do Mini-Mental State Examinaton (Folstein et al., 1975), do Teste de Nomeação de Armstrong (Armstrong, 1996), da Checklist da Atividades Comunicativas (Cruice, 2001 e Worrall e Hickson, 2003), da Checklist das Atividade Sociais (Cruice, 2001 e Worrall e Hickson, 2003), das Escalas de Felicidade (Dambrun et al., 2012) e da Escala de Qualidade de Vida na Comunicação (ASHA, 2004). A recolha de dados foi realizada através de entrevista na universidade sénior. Participaram no estudo 16 pessoas idosas que frequentam uma Universidade Sénior, em que 62,5% era do género feminino e 37,5% era do género masculino, com média de idades de 70,88 anos (DP=5,77). Resultados: Os participantes no estudo, realizam mais frequentemente a atividade comunicativa de falar ao telefone (87,5%, F=14), de ouvir as notícias (93,8%, F=13), de ler emails (62,5%, F=10) e de escrever a lista de compras (56,3%, F=9). As atividades sociais mais verificadas, foram a leitura (100%, F=16) e a assistência de aulas ou palestras (93,8%, F=15). O nível de tranquilidade, serenidade, paz interior e satisfação são dos mais elevados no seio da amostra. A qualidade de vida relacionada com a comunicação é elevada correspondendo à média total de 4,52 (DP=0,30) no valor máximo de 5. Discussão/Conclusão: As pessoas idosas que frequentam a universidade sénior não apresentam perturbações nas estruturas e funções do corpo, assim como, na atividade e participação, resultando numa felicidade de caracter duradouro e na qualidade de vida e satisfação com a sua comunicação.
URI: http://hdl.handle.net/10884/808
Appears in Collections:CS/TF - Trabalhos Finais de Licenciatura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Relatório de Investigação- versão final corrigida.pdf3.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.