Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/764
Title: Relação entre o consumo de frutas e hortícolas e de alimentos de elevada densidade energética e níveis de atividade física e visualização de televisão em adolescentes
Authors: Baião, Dina Sofia Ferro
Keywords: Atividade física
Consumo de fruta e hortícolas
Consumo de alimentos de elevada densidade energética
Adolescentes
Issue Date: 3-May-2013
Abstract: Introdução: Atualmente, as doenças não transmissíveis são as principais causas de morte e devem-se a fatores como o consumo inadequado de frutas e de hortícolas e a inatividade física. Neste sentido, a Organização Mundial de Saúde (OMS), recomenda que os adolescentes realizem pelo menos 60 minutos de atividade física moderada a vigorosa (AFMV)/dia e a American Academy of Pediatrics (AAP) recomenda que crianças com idade superior a 2 anos, visualizem no máximo 2 horas de Televisão (TV)/dia. Tem sido identificada uma relação positiva entre os comportamentos sedentários (principalmente a visualização de TV) e a ingestão energética, assim como entre a prática de atividade física (AF) e o consumo de frutas e hortícolas. Pretende-se assim, analisar se o consumo de frutas e hortícolas e de alimentos de elevada densidade energética se relacionam com a AF e a visualização de TV. Métodos: O estudo envolveu adolescentes com idades entre os 10-18 anos em escolas na região de Lisboa. Analisou-se a relação entre atingir a recomendação de AFMV/dia e a frequência de consumo de frutas e hortícolas, como também a relação entre atingir a recomendação de visualização de TV/dia e a frequência de consumo de alimentos de elevada densidade energética. Realizaram-se análises descritivas para variáveis independentes, estatística inferencial e Regressões Logísticas Binomiais. Atribuiu-se significância estatística quando p<0,05. Resultados: Avaliaram-se 535 adolescentes e apenas 24,1% atingiam a recomendação de AFMV/dia, 76,4% (semana) e 41,2% (fim-de-semana) viam no máximo 2 horas de TV/dia. Observou-se uma maior percentagem de adolescentes a atingir pelo menos 60 minutos de AFMV/dia quando estes praticam mais do que um tipo de AF tendo sido o Desporto de Competição (DC), o que possuiu uma associação mais forte face à recomendação. Somente o consumo de sopa de legumes correlacionou-se com a prática de pelo menos 60 minutos/dia de AFMV (β= 0,241; p= 0,05). A associação com a visualização de mais de 2 horas de TV/dia observou-se com o consumo de refrigerantes (semana: β= 0,472; p<0,001; fim-de-semana: β= 0,396; p<0,05) e com o consumo de bolos caseiros e de pastelaria (fim-de-semana: β= 0,427; p= 0,08). Conclusões: A recomendação da prática de pelo menos 60 minutos de AFMV/dia tende a ser atingida mais facilmente quando os adolescentes praticam mais do que um tipo de AF, sendo o DC o que possui uma associação mais forte face à recomendação. A visualização de TV foi independente da prática de AF e esta não se encontrava linearmente associada ao consumo de frutas e hortícolas. Apenas o consumo de refrigerantes e bolos caseiros e de pastelaria, demonstraram estar positivamente associados com a visualização de mais de 2 horas de TV/dia.
URI: http://hdl.handle.net/10884/764
Appears in Collections:CS/CN - Trabalhos Finais de Licenciatura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo Cientifico Diana Baiao.pdf220.03 kBAdobe PDFView/Open
Memoria Final de Curso Diana Baião Final DB.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open
Anexos Memoria Final DB.pdf376.1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.