Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/659
Title: Efectividade da crioterapia na diminuição da dor e aumento da força no indivíduo com DMR
Authors: Carreira, Daniel
Neto, Tiago
Keywords: Crioterapia
Dor Muscular Retardada
Força Muscular
Issue Date: 2011
Abstract: Problema: A dor muscular retardada (DMR) é uma experiência comum que afecta os indivíduos após a participação destes em actividades físicas extenuantes ou às quais não estão habituados. Os sintomas podem ir desde um aumento de sensibilidade nos músculos, até à dor aguda e debilitante. A crioterapia é uma das modalidades mais utilizadas como agente anti-inflamatório e analgésico nas condições músculo-esqueléticas. No entanto, existe alguma discordância em relação á sua influência na sintomatologia da DMR. Objectivos: O objectivo geral desta revisão sistemática consiste em verificar se a crioterapia diminui a sintomatologia dolorosa da DMR e se ajuda a restaurar mais rapidamente a força muscular. Métodos: Na realização da pesquisa foram consultadas as bases de dados B-on, EBSCO, Cochrane Library, Medline e PEDro com o intuito de encontrar ensaios clínicos aleatórios que tenham sido publicados. Foram seleccionados seis estudos, através da aplicação dos critérios de inclusão e exclusão (RCTs, com DMR induzida experimentalmente em adultos, e avaliação da dor e força muscular). Os estudos seleccionados foram classificados segundo a escala de PEDro. Resultados: Os 6 artigos obtiveram uma média de 4,8 (entre 3 e 8) valores na escala de PEDro. Os resultados da análise desta revisão sistemática mostram que existe alguma disparidade nos resultados dos artigos disponíveis que estudaram a efectividade da crioterapia. Dos 6 estudos apenas um mostrou resultados significativos em relação à diminuição da dor, e dois estudos comprovaram um aumento de força resultante da aplicação de crioterapia, quando comparados com os respectivos grupos de controlo. No geral, os ensaios clínicos avaliados mostraram que a aplicação de técnicas de crioterapia não são eficazes na diminuição da dor ou aumento da força decorrentes da DMR.. Conclusões: As diversas modalidades de crioterapia usadas nos estudos revistos apontam para resultados pouco significativos na diminuição da dor e aumento dos níveis de força, em sujeitos com DMR. A homogeneidade do método de indução de DMR deve ser um factor a ter em conta em estudos futuros, de modo a providenciar protocolos mais válidos para a recuperação da sintomatologia provocada pela DMR. Futuras investigações sobre esta temática são necessárias para elucidar a mais apropriada dosagem e frequência das intervenções, de modo a clarificar a efectividade de tais estratégias e providenciar linhas de orientação para a prática baseada na evidência.
URI: http://hdl.handle.net/10884/659
Appears in Collections:CS/FISIO - Comunicações a Conferências



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.