Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/575
Title: O efeito da hipoterapia, como parte de um programa de tratamento, na funcionalidade em crianças com Paralisia Cerebral – Estudo de Caso
Authors: Vermelhudo, Ana Filipa
Brandão, Rita
Keywords: Paralisia Cerebral
hipoterapia
Funcionalidade
Fisioterapia
Issue Date: 2011
Abstract: Problema: Será que a hipoterapia, como parte de um programa de tratamento, influencia a funcionalidade em crianças com diagnóstico clínico de Paralisia Cerebral? Objectivo: O objectivo deste estudo passou por verificar de que modo a hipoterapia, como parte de um programa de tratamento, influencia a funcionalidade em crianças com paralisia cerebral, no que diz respeito à função motora grossa e ao desempenho funcional na área da autonomia pessoal, mobilidade e socialização. Metodologia: O método utilizado consistiu num estudo de caso do tipo exploratório descritivo, do qual fizeram parte dois cavaleiros com PC, de 2 e 7 anos de idade, bem como dois fisioterapeutas. Este estudo foi realizado em dois centros de equitação diferentes, APCL e AEJC, e teve uma duração de 4 meses, onde foi aplicado, antes do começo das sessões de hipoterapia e após 16 sessões, o GMFM-88, a fim de avaliar a função motora grossa, e a PEDI, a fim de avaliar o desempenho funcional. Cada sessão teve uma duração de 30 minutos, sendo realizada uma vez por semana. Resultados: Após a fase de tratamento, ambos os cavaleiros melhoraram a sua função motora grossa, a cavaleira A passou de um score de 59,2% para 62,7% e o cavaleiro B de 77,8% para 89,3%. Relativamente ao desempenho funcional, verificou-se que o cavaleiro B obteve melhorias em todas as áreas, salientando-se a área da socialização (52% para 72%) da Escala de Assistência do Cuidador. A cavaleira A apresentou melhorias apenas na área de autonomia pessoal (57,5% para 61,6%) e socialização (61,5% para 63%) da Escala de Adaptações Funcionais e na área de autonomia pessoal (40% para 42,5) da Escala de Assistência do Cuidador. Conclusão: Os resultados obtidos sugeriram que existe uma relação entre a hipoterapia, aplicada a crianças com PC, e a função motora grossa e o desempenho funcional na área da autonomia pessoal, mobilidade e socialização.
URI: http://hdl.handle.net/10884/575
Appears in Collections:CS/FISIO - Trabalhos Finais de Licenciatura



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.