Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/539
Title: A importância do toque e da massagem do bebé...alguns apontamentos
Authors: Bárcia, Sónia
Sá, Eduardo
Keywords: Massagem
Toque
Bebé
Issue Date: 2010
Abstract: O bebé, quando nasce, vem dotado de capacidades que se vão desenvolvendo ao longo da vida. Sendo assim, ele vê, ouve, cheira, sente e saboreia. Ao pensarmos nos cinco sentidos, damos grande importância à visão e à audição, esquecendo-nos de todos os outros. Contudo, o bebé quando nasce tem um sistema visual e auditivo ainda pouco preparado para o mundo exterior, apresentando, no entanto, os sistemas táctil, olfactivo e gustativo preparados para a sobrevivência. Se pensarmos no desenvolvimento embrionário do ser humano, o tacto é o primeiro sentido a desenvolver-se no feto, mesmo antes da visão e da audição. Segundo Ashley Montagu; “Há uma lei geral embrionária que relata que quanto mais cedo uma função se desenvolve, quanto mais fundamental é ..”, referindo, adiante “as capacidades funcionais da pele estão entre as mais básicas do organismo.” Com apenas 8 semanas, o feto começa a responder ao tacto e a sua pele é estimulada de diversas formas (como seja, pelo movimento do líquido amniótico, pela pressão da parede uterina ou mais tarde pela passagem pelo canal durante o parto). Entre a 8ª e a 14ª semanas, quase toda a superfície do corpo é sensível ao toque, com excepção da região da cabeça que, estando mais envolvida no parto, só se torna sensível após o nascimento. Todos os outros sentidos só se tornam totalmente funcionais depois do tacto. E o Tacto assume, assim, um papel muito importante no desenvolvimento dos nossos bebés. Ainda in útero, os pais devem ser estimulados a tocarem e a falarem com o seu bebé, pois estarão dessa forma, a contribuir para o desenvolvimento do sistema emocional do bebé. A sua primeira resposta é motora, havendo, posteriormente, uma integração emocional dessa resposta. Desta forma, os pais vão contribuindo para a construção de uma relação de forte vinculação, construindo sentimentos de prazer e de bem-estar. Quando nasce, nos primeiros tempos de vida, o bebé explora o mundo através do toque, levando à boca tudo aquilo que o rodeia. Este acto permite dar conforto e auto-estima e estimula a criação de um vínculo forte entre pais e bebé, sendo fundamental no desenvolvimento emocional e intelectual do bebé.
URI: http://hdl.handle.net/10884/539
Appears in Collections:CS/FISIO - Parte ou Capitulo de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A importância do toque e da massagem do bebé alguns apontamentos.pdf122.41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.