Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/450
Title: IDENTIFICAÇÃO DAS BARREIRAS E FACILITADORES À COMUNICAÇÃO COM CRIANÇAS COM SURDEZ PELOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DE UM CENTRO NO DISTRITO DE LISBOA
Other Titles: Barriers and Facilitators Identification in the Communication with Children with Deafness by Guardian of a District Center in Lisbon
Authors: Fernandes, Joana Pires
Vidal, Maria Manuel
Keywords: CIF, Comunicação, Encarregado de Educação, Surdez, Terapia da Fala
Communication, Hearing Loss, ICF, Officers of education, Speech and Language Therapist
Issue Date: 5-Mar-2012
Abstract: Objectivos: Identificar e descrever quais as barreiras e os facilitadores existenes na comunicação com a criança com surdez, por parte dos principais intervenientes no seu processo de desenvolvimento e aprendizagem, especificamente os Encarregados de Educação; Percepcionar qual a importância da Terapia da Fala quanto à sua influência na comunicação entre o Encarregado de Educação e a criança com surdez. Método: Estudo exploratório descritivo de nível I, transversal por inquérito. Amostra composta por 14 Encarregados de Educação de crianças com surdez. Foi elaborado um questionário que visa percepcionar a importância da Terapia da Fala através da identificação e descrição das barreiras e dos facilitadores considerados pelos Encarregados de Educação na comunicação com os seus educandos com surdez. Posteriormente à recolha de dados, procedeu-se ao tratamento e à análise estatística dos mesmos através da construção de uma base de dados em Statistical Package for Social Sciences (SPSS). Resultados: Os Encarregados de Educação identificaram como facilitadores à comunicação todas as áreas que, segundo a revisão bibliográfica, podem estar comprometidas nestas crianças e que são do âmbito de actuação da Terapia da Fala, sendo que apenas os aspectos segmentais e supra-segmentais não foram considerados facilitadores. Nas respostas acerca da importância da Terapia da Fala quanto à sua influência na comunicação entre o Encarregado de Educação e a criança com surdez verificou-se que os primeiros reconhecem a importância do trabalho doTerapeuta da Fala ao nível da resolução de problemas, da socialização com os outros, da integração social, da adaptação ao recurso auditivo, da comunicação com o próprio e da comunicação com os outros. Discussão / Conclusão: Com os dados obtidos pode concluir-se que quer através de uma intervenção direccionada para o que é mais funcional quer através da passagem de informação/formação aos Encarregados de Educação sobre as áreas que foram percepcionadas por estes como de menor pertinência para a comunicação (aspectos segmentais e supra-segmentais seguidos da fonologia) a Terapia da Fala tem um papel fulcral na intervenção com estas crianças.
Description: Monografia em formato de Artigo Científico
URI: http://hdl.handle.net/10884/450
Appears in Collections:CS/TF - Trabalhos Finais de Licenciatura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IdentificacaoDasBarreirasEFacilitadoresAComunicacaoComCrianc.pdf1.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.