Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/1095
Title: MOTIVAÇÃO E SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS NO SECTOR BANCÁRIO EM ANGOLA
Authors: Bivulo, Pascoal
Keywords: Satisfação
Motivação
Angola
Banca
Issue Date: 2016
Citation: Bivulo, Pascoal (2016). Motivação e satisfação de funcionários no sector bancário em Angola
Abstract: Pretende saber-se da [Motivação e Satisfação] em agências da banca angolana atuais, com o intuito de os conhecimentos científicos disponíveis e, aqui, canalizados sobre o assunto, se for caso disso, serem instrumentais, como mola discursiva, de referenciação da sua qualificação, conseguida, ou de referenciação da sua qualificação, a poder ser implementada. O trabalho desenvolve-se, assim, em dois exercícios, complementares, (i) o exercício teórico, da sua Parte I, examinador de uma pretensa tridimensionalidade da noção do binómio conceitual [Motivação e satisfação] – dimensões “fundamental” / “operacional” / “funcional”, e (ii) o exercício prático, da sua Parte II, pesquisador da situação do mesmo binómio conceitual em banca angolana atual, em Luanda. O processamento científico dos dados empíricos obtidos, através de uma sistematização estatística, e através de uma interpretação reflexiva supervisionada pelo background, nocional, explicitada na Parte teórica, é concludente no seguinte:  O binómio [Motivação e Satisfação], em sua acessão nocional, aqui designada, por “fundamental”, tal como teorizado por Maslow e Herzberg, por exemplo, é legível nos funcionários bancários inquiridos, como, porventura, em qualquer indivíduo.  O binómio [Motivação e Satisfação], em suas acessões nocionais, aqui, designadas por “operacional” e “funcional”, pode ser ilegível ou inibido, porque os pressupostos psico-ergonómicos, de [alavancagem empresarial sobre uma “expectativa / crença” por reconhecimento] (cf. Vroom) não estão, circunstancialmente, operacionalizados.  O binómio [Motivação e Satisfação] mostra-se inoperante no quadro laboral da banca angolana inquirida, e, porventura, na totalidade da banca do país, porque, circunstancialmente, (incidentes nas acessões “operacional” e funcional” do binómio), os pressupostos psico-ergonómicos (Expectativa / Crença) subjacentes à ativação do mesmo binómio estão ilegíveis ou inibidos nos atores.
URI: http://hdl.handle.net/10884/1095
Appears in Collections:CE/GEST - Teses de Mestrado
CE/GEST - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - PASCOAL BIVULO 2000.pdf5.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.