Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10884/1001
Title: Fatores de risco de queda na pessoa idosa residente na comunidade: Revisão Integrativa da Literatura
Authors: Sousa, Luís M. M.
Caldevilla, Maria Nilza G.N.
Henriques, Cristina A.D.
Severino, Sandy S.P.
Ferreira, Isabel
Keywords: Quedas
Residentes na comunidade
Fatores de risco de queda
Idosos
Enfermagem
Issue Date: 14-May-2015
Publisher: Universidade Católica Portuguesa
Citation: Sousa LM, Caldevilla MN, Henriques CM, Severino SS, Ferreira I. Fatores de risco de queda na pessoa idosa residente na comunidade: Revisão Integrativa da Literatura. In 9th International Seminar on Nursing Research. 2015 (Vol. 9, p. 47).
Abstract: Objetivo: Identificar os fatores de risco de queda em pessoas idosas residentes na comunidade. Materiais e Métodos: Foi realizada uma revisão Integrativa da literatura (3). A pesquisa foi efetuada na EBSCO Host (CINAHL, MEDLINE) em janeiro de 2015. As palavras-chave incluídas foram “Accidental Falls”; “Fall Risk Factors”; “Community dwelling” and “Elders”, estes descritores foram validados na plataforma DeSC (Descritores Ciências da Saúde). Critérios de inclusão: últimos 5 anos, idioma (português, inglês e espanhol); texto integral disponível; idade superior a 65 anos. Os critérios de exclusão incluíram o não cumprimento de pelo menos 75% dos critérios preconizados pela Joanna Briggs Institute (JBI) (4). De acordo com os critérios de inclusão e exclusão pré estabelecidos, os estudos foram analisados, por dois revisores de forma independente. Resultados: Foram incluídos 77 artigos que cumpriam pelo menos 75% dos critérios de qualidade metodológica. Os resultados desta revisão integrativa permitiram sistematizar que os fatores de risco de queda na pessoa idosa residente na comunidade são: a. Fatores pessoais (sexo feminino e idade avançada). b. Fatores clínicos e físicos (alteração do equilíbrio; alteração da acuidade visual, declínio da função cognitiva, história de acidente por queda, dor crónica, menor força muscular, hipertensão, co-morbilidades, doença crónica, diminuição da execução das funções executivas, hipotensão ortostática, distúrbios de sono, défices neurológicos, osteoartrite, redução do funcionamento sensório-motor, hipotensão no homem, carência de vitamina D, pior saúde física, obesidade, tonturas, sintomas do trato urinário, perímetro abdominal elevado, síndrome metabólico, menor nível de albumina sérica, Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica e diagnóstico de demência). Ainda relacionado com fatores de risco físico a literatura aponta alterações no ciclo da marcha. O que vai trazer como consequência declínio das actividades básicas de vida diária e actividades instrumentais de vida diária assim como a inactividade física. c. Fatores psico-emocionais, o medo de cair foi o mais estudado; seguido dos sintomas depressivos/depressão e ansiedade. d. Os fatores socioeconómicos foram os menos estudados (baixo rendimento familiar, grupo étnico negro/minorias, escolaridade baixa e viver sozinho). e. Fatores de risco ambientais, como os quartos desorganizados, casas de banho/ sanitários e superfícies dos pisos escorregadios, má iluminação e acessos a áreas externas em más condições ou com obstáculos, são reportados na literatura. A medicação enquanto fator de risco de queda para as pessoas idosas, tem sido amplamente estudada. A poli-medicação, a medicação anti-hipertensora, e o uso de benzodiazepinas, têm-se mostrado associados ao aumento do risco de queda. A utilização de produtos de apoio, nomeadamente o uso de auxiliares de marcha inadequado e sanitários sem suportes e utilização de chinelos foram apontados como fatores de risco de queda. Conclusão: Esta revisão revela o caracter multifatorial das quedas das pessoas idosas em contexto comunitário. Permitiu trazer contributos para a enfermagem quer na avaliação dos fatores de risco de queda (instrumentos adequados) quer na intervenção, com a implementação de programas de intervenção multifactoriais/multicomponente, de modo a contribuir para a redução efetiva da ocorrência de queda e desta forma contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas idosas.
URI: http://hdl.handle.net/10884/1001
ISSN: 978-989-97041-3-8
Appears in Collections:CS/ENF - Comunicações a Conferências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ISNR_EBook_2015Final(p47).pdf46.57 kBAdobe PDFView/Open
Risco de queda na pessoa residente na comunidade_final.pdfApresentação423.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.